Home / Uncategorized / Man Marries Himself After Fiancé Breaks Up With Him (Video/Photos)

Man Marries Himself After Fiancé Breaks Up With Him (Video/Photos)

Nothing could convince him to cancel his wedding day so he had to marry himself. It is called sologamy or self-marriage.

A man in Brazil has married himself after his fiancé broke up with him.

Doctors Diogo Rabelo and Vitor Bueno got engaged last November and had a fancy wedding planned for last month.

However, after a series of arguments over the summer, Vitor left Diogo in July.

Typically, in such an unfortunate scenario, the uncoupled couple then have to go through the painful process of calling off the wedding.

But Diogo decided the big day would go ahead as planned – except instead of marrying Vitor, he would marry himself.

And so it was, on 17 October, the 33-year-old tied the knot with himself at a plush resort in Itacare, in the north-eastern state of Bahia.

The special day cost him around 350,000 BRL (£47,300) and 40 of the original invitees attended – surprise surprise, Vitor’s lot didn’t turn up.

Diogo, who specialises in cosmetic procedures such as Botox and facial fillers, said: “Today is one of the happiest days of my life, as I’m with the people I love the most in this life, celebrating what could be a tragedy, but I made it a comedy.”

Footage from the big day – in which he says ‘I do’ to himself in a mirror – has gone viral, racking up more than 142,000 views.

View this post on Instagram

A mim, Eu acredito que tudo seja vaidade. Tudo é efêmero e só o desconhecido, que procuro conhecer, me traz a paz em saber que Ele é eterno, Deus. E o que me liga a Deus se não a manifestação do amor? Por isso eu me desapego para ir ao encontro do criador. Eu me desapego de uma ilusão de felicidade, onde 1 + 1 = 1. Eu me desapego da ostentação, eu me desapego do orgulho e eu me entrego à humildade. Eu tenho a mim o que Nietzche afirma sobre “alegria trágica”, como aquele que celebra a vida porque ela é frágil, finita e sem sentido, ou seja, ser feliz, perdoar, acreditar, amar é uma escolha, e a nossa vida é feita de nossas escolhas, simples. Mas, Diogo, se a vida é sem sentido, qual seria o sentido disso tudo? Viver é perder-se. É preciso ter coragem para descobrir seu sentido. É preciso beber da vida para saber seu gosto. É preciso entregar as fichas para alguém e ser traído para saber o valor das suas fichas. A gente cresce na experiência, e quando me perguntares por que tatuei “pain" em meu braço, é para lembrar de que a evolução, infelizmente, vem com dor e choro. Chega um momento em nossa vida que para continuarmos é necessário largar nossos hábitos, vícios, lembranças e traumas para poder seguir adiante. E este ato simbólico de casar comigo mesmo é o meu ponto mais alto de expressão ao meu amor próprio. Eu aprendi que tenho o meu valor e que eu não preciso ser amado por ninguém para me sentir bem. E vou além: eu não preciso mudar minha personalidade ou o meu jeitinho de ser para que alguém possa ficar comigo. Eu descobri o meu valor e eu amo quem eu sou, eu amo a minha história, de onde eu vim, pelo o que passei, e tenho foco aonde eu quero chegar. E para finalizar, eu afirmo o meu maior desejo: que eu nunca deixe de acreditar no amor. Que eu perca a razão, que eu perca a cabeça, mas que eu não perca o amor. “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã”, sim, hoje está sendo um dos dias mais felizes da minha vida, pois eu estou com as pessoas que mais amo nessa vida, celebrando o que poderia ser uma tragédia, mas fiz uma comédia 🖤

A post shared by Dr Diogo Rabelo CRMSP 161208 (@drdiogorabelo) on

Speaking to Globo, Diogo said: “I analysed the situation for a month, and decided that I had to appreciate and love myself. I kept the ceremony and 40 of my 50 guests came.

“The message I wanted to send to people with this marriage of mine is not that of a victim, I do not depend on a marriage to be happy.

“I do want to marry someone else, and I want to have children, but my happiness cannot depend on that.”

Supporters of self-marriage, or sologamy, argue that it is a useful means of boosting one’s self worth, while critics argue it is a narcissistic and meaningless practice.

(Ladbible)

About Saxon

Saxon is a prolific writer with passion for the unusual. I believe the bizarre world is always exciting so keeping you up to date with such stories is my pleasure

Check Also

Nail Salon Uses Actual Prawns For Their Fishy Manicure

A nail salon that has previously come up with some wild designs – including, ahem, …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *